Há espaço para a sexualidade na velhice?

É comum que, quando pensamos em nossos pais (se já na terceira idade), em nossos avós ou em qualquer idoso/idosa, pensamos em pessoas não-sexualizadas. É como se o idoso/a idosa não tivesse – e até não devesse ter – espaço para a sexualidade em sua vida. Mas você já se perguntou por que isso acontece?

A sexualidade na velhice é um assunto extremamente contaminado por preconceitos que reproduzimos devido a alguns pensamentos culturais/sociais que acabamos interiorizando.

Acabamos por acreditar e disseminar ideias que povoam nosso imaginário, como:

  • “O idoso / A idosa não tem vida sexual e não pode/deve ser visto como um indivíduo sexualizado. Isso seria até imoral. Inclusive, o idoso / a idosa deve ser vigiado/a com relação a suas atitudes nesse sentido, para não cometer “gafes” por aí.” 
  • “O idoso / A idosa certamente tem impotência sexual, logo, “naturalmente” não pode ter relações ou exercer sua sexualidade.”
  • “O idoso / A idosa não é mais uma pessoa atraente.”

Será que é assim mesmo?!

É nítido que, em nossa sociedade atual, todo e qualquer valor é orientado para a juventude. Somente o jovem é belo, viril e apto para exercer sua sexualidade em todos os sentidos. A velhice é atrelada à impotência e a valores morais rígidos – qualquer manifestação de sexualidade vinda de uma pessoa “de mais idade” pode ser encarada até como um sinal de demência senil. Afinal, aos olhos da maioria, a sexualidade é imoral e os idosos, tão doces, puros e recatados, jamais poderiam exercê-la.

Como o idoso/a idosa poderia exercer, expressar e vivenciar sua sexualidade em um cenário tão repressor como este?

Já percebeu que, muitas vezes, tratamos idosos como crianças? E em ambas as faixas etárias, rejeitamos completamente a ideia de uma possível presença de sexualidade!

“Ah, mas se o idoso é levado a se aposentar de seu trabalho e demais atividades, deve também aposentar-se de sua sexualidade!” Quem definiu isso?

A mulher idosa é ainda mais reprimida, pois se vê em um corpo que não cabe mais dentro dos padrões de sensualidade, sentindo-se desajustada, desvalorizada e envergonhada.

Tudo isso leva os idosos/as idosas a realmente reprimirem suas vontades, necessidades e desejos que, sim, continuam presentes em suas vidas. É difícil até abordar o tema com esse público, que se sente constrangido em falar sobre o assunto.  

Na realidade:

  • A sexualidade é um dos últimos processos biológicos relacionados ao prazer que se deteriora (Kaplan, 1990).
  • A impotência sexual é uma doença que não está necessariamente associada à velhice.
  • O conceito de atração sexual é extremamente particular e subjetivo.

Porém, com toda essa pressão social, muitos idosos acabam não compreendendo as mudanças que ocorrem em seu corpo/organismo e acabam deixando de exercer a sua sexualidade. Segundo pesquisas*, com o passar dos anos, a sexualidade se torna ainda mais reativa à afetividade. Ou seja, se o casal possui uma relação satisfatória, sua frequência de relações permanecerá estável. Mas eles/elas acreditam serem realmente impotentes e estarem inaptos/inaptas para essa atividade, pura e simplesmente devido a uma pressão social/cultural.

Você acredita que, apenas por se tornar um idoso/uma idosa, sua sexualidade deveria ser reprimida? Como você gostaria de ser tratado/tratada com relação a isso?

Que poder temos para julgar se o outro tem ou não necessidades/vontades/desejos?

Fica aqui a reflexão para nos policiarmos e tentarmos nos desvencilhar destes pré-conceitos.

 

*Referência: A sexualidade no processo do envelhecimento: novas perspectivas – comparação transcultural

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s